No Dia Internacional do Trabalhador, como HomeNet International, exigimos coletivamente:

Nós, trabalhadores domiciliares, membros das afiliadas da HomeNet International (HNI) nos reunimos em 30 de abril de 2021 para comemorar o Dia Internacional dos Trabalhadores, juntamente com afiliadas emergentes e nossos aliados e organizações irmãs. Éramos cerca de 140 participantes representando trabalhadores domiciliares de 36 afiliados de 20 países. Nós nos reunimos para destacar nossas lutas e demandas mais de um ano após o início da pandemia.
Aprendemos que muitos de nós perdemos nossos companheiros e familiares e ainda estamos de luto. Já se passou mais de um ano desde que ouvimos falar da Covid-19 pela primeira vez e neste ano perdemos nossos entes queridos, segurança alimentar, trabalho, renda e poupança. Não enfrentamos ordens de serviço, mercados para vender nossos produtos, proteção social, apoio do governo ou empregadores, assistência médica precária ou inexistente e nenhum sinal de recuperação econômica. Muitos de nós sofrem de depressão, estresse, hipertensão e até mesmo aumento da violência doméstica. Nosso trabalho de assistência não remunerado cresceu, as crianças estão abandonando as escolas e ainda não há sinais de vacinas para nós, ou do fim desta pandemia. Apesar de todas as nossas lutas, nos unimos como trabalhadores para construir solidariedade e expressar nossas demandas comuns. Nas palavras de nossa irmã Patricia Coñomán, do Chile, “Os trabalhadores domiciliares são capazes de se levantar e somente unidos tornaremos nossas demandas visíveis”.
Somos um grupo diversificado, moldado por diferentes estruturas econômicas, políticas e sociais e normas culturais. No entanto, sentimos que somos mais semelhantes do que diferentes. Somos impactados pela Covid-19 como todo mundo, mas somos mais vulneráveis ​​porque não somos reconhecidos como trabalhadores e somos marginalizados devido à nossa classe, gênero, raça, cor e casta. Em todo o mundo, como trabalhadoras domiciliares, enfrentamos os mesmos problemas e temos as mesmas demandas.
No Dia Internacional do Trabalhador, como HomeNet International, exigimos coletivamente:
  1. Trabalhadores domiciliares sejam reconhecidos como trabalhadores: Trabalhamos, produzimos bens, prestamos serviços e contribuímos para a renda familiar e para as economias nacionais e globais. Queremos ser ouvidos e vistos. Queremos políticas e leis para trabalhadores domiciliares e exigimos ser incluídos nos processos de tomada de decisão que nos afetam.
  2. Trabalho e renda: Queremos trabalho e renda para alimentar nossas famílias e a nós mesmos. Queremos ordens de serviço consistentes, matéria-prima mais barata e acesso aos mercados. Queremos que os preços por peça correspondam aos salários dignos. E queremos ser incluídos em novas formas de trabalho. Queremos treinamentos de habilidades acompanhados de capital de giro para fazer produtos que possamos continuar a vender durante a pandemia.
  3. Apoio de emergência para trabalhadores domiciliares: A pandemia ainda não acabou e estamos constantemente lutando contra diferentes ondas de Covid-19. Estamos em um estado de emergência contínuo, onde não temos renda nem para alimentar nossas famílias. Exigimos comida gratuita para os trabalhadores domiciliares e nossas famílias até o fim da pandemia. Exigimos um fundo de emergência para as trabalhadoras domiciliares, doações em dinheiro e nenhum empréstimo de juros para apoiar a subsistência das trabalhadoras domiciliares.
  4. Proteção social para trabalhadores domiciliares: A proteção social não é apenas um direito do trabalhador, mas também um direito humano. Exigimos que os trabalhadores domiciliares sejam incluídos imediatamente nos esquemas e programas de proteção social do país. Exigimos a universalização da proteção social e da saúde. Além disso, exigimos a implementação de uma renda básica para trabalhadores domiciliares.
  5. Proteção e Tratamento COVID-19: Exigimos acesso a equipamentos de proteção individual (EPI), desinfetantes e produtos de limpeza para nos ajudar a prevenir a disseminação da Covid-10. Também exigimos que leitos hospitalares, oxigênio e ventiladores em hospitais públicos estejam disponíveis para nós, e que tenhamos acesso rápido a vacinas gratuitas.
  6. Acesso digital para trabalhadores domiciliares e seus filhos: A pandemia e os bloqueios nos empurraram para nossos próprios cantos. Agora usamos telefones celulares e internet para nos comunicarmos uns com os outros e nos organizarmos como trabalhadores. Nossos filhos precisam de telefones celulares / computadores para frequentar a escola online. Exigimos acesso a dispositivos digitais e pacotes de dados gratuitos ou acessíveis para que possamos nos organizar como trabalhadores e para que nossos filhos tenham acesso à educação.
Solidariedade para sempre!
HomeNet Internacional